O papel do assistencialismo no Brasil

O assistencialismo ou as políticas do assistencialismos são uma corrente presente no sistema do governo atual e apesar de ter suas falhas, promove benefícios para uma determinada porcentagem da sociedade.

A importância dessa linha de serviço é tão importante para o país, que tem sido cada vez mais necessário falar sobre ela. Entenda como funciona o assistencialismo e como ele está evidenciado no nosso dia a dia:

O que é o assistencialismo?

O assistencialismo é provocado por uma série de fatores, tais como o capitalismo inserido na maioria das sociedades. Isso porque, sistemas como o capitalismo evidenciam uma grande diferença social e é a partir dai que o assistencialismo vai surgir como uma proposta de solução momentânea para problemas recorrentes.

Chamamos de politicas assistencialistas, todos aqueles movimentos criados em cima de um problema social e que visam melhorar ou resolver o mesmo. Essas políticas podem acontecer de forma diferente, de acordo com as camadas sociais existentes ou simplesmente, de acordo com o modelo de sociedade.

Por exemplo, manifestações assistencialistas podem partir um órgão governamental, assim como por instituições independentes tais como as ONG, mas nem sempre as ações são eficientes.

Ainda assim, não é possível ignorar a importância da prática do assistencialismo, principalmente nas regiões mais carentes. A questão é que muitas vezes, o movimento perpetua o problema e não o soluciona.

Como o assistencialismo funciona?

O assistencialismo permite qu instituições governamentais possam prestar mais atenção em um determinado local, e esses índices são oferecidos pelos programas que surgem a partir dessa ideia. Essas inciativas são essenciais para a instalação ou maior direcionamento de verbas para esses programas.

Como você conferiu, no Brasil essa corrente não extingue o problema social, mas representa uma assistência significativa para muitos brasileiros. Um bom exemplo dessa situação é o programa Bolsa Família, uma proposta que promove a transferência de renda direta para os beneficiários.

Quem participa do programa, tem direito ainda ao saque do 13° Bolsa Família 2020apesar da proposta não possuir nenhum vínculo empregatício com nenhuma empresa.

Vale mencionar ainda que, de acordo com o calendário Bolsa Família 2020o número de famílias cadastras aumentou consideravelmente. Ou seja, muita gente está entrando no programa mas poucas famílias estão conseguindo sair da pobreza.

Podemos mencionar como outro exemplo desse sistema no nosso país, o programa Mina Casa Minha Vida que proporciona facilidades na compra de um imóvel.

Essa proposta se mostra mais eficiente, pois promove facilidades que as famílias de baixa renda possam realizar o sonho da casa própria.

Avalie este conteúdo!

Avaliação média: 5
Total de Votos: 1

O papel do assistencialismo no Brasil